Biografia DuPont™ Kevlar®


Curiosidade

10 coisas que você precisa
saber sobre Kevlar®


Kevlar® é uma fibra de alta resistência mecânica com aplicação nos mais diversos segmentos. Desde seu lançamento comercial, em 1971, novos e curiosos usos são dados para esse material. Saiba algumas das curiosidades sobre a história e a utilização do Kevlar®.

1. Foi descoberto a partir da busca por um novo material para revestir pneus

Stephanie Kwolek era pesquisadora e cientista da DuPont em 1965 e buscava um material mais resistente para o revestimento de pneus, quando se deparou com a fórmula do Kevlar®.

2. Sua fórmula quase foi para o lixo

Mesmo com a fórmula do Kevlar® em mãos, o resultado era um líquido branco e viscoso que parecia não ter utilidade. Se não fosse pela insistência de Kwolek, o experimento e a fórmula do Kevlar® teriam parado no lixo.

3. Kevlar® é parente do Nomex®

Componente de características similares ao Kevlar®, Nomex® em resistência às altas temperaturas e é utilizado em EPIs, vestimentas de bombeiros e pilotos de diversas modalidades.

4. É um tecido

Para chegar ao tecido que é utilizado como revestimento no colete à prova de balas é necessário transformar o Kevlar® em fios. Para tanto, esse plástico denominado “aramida” passa por um processo chamado “wet spinning” onde uma solução derretida é forçada através de uma fieira, transformando-se em uma fibra que pode ser tecida normalmente.

5. Funciona como uma cama elástica para salvar vidas

O Kevlar® em um colete à prova de balas e a cama elástica funcionam com o mesmo princípio. Quando um objeto entra em contato com sua superfície, as fibras do tecido absorvem e dissipam a energia do impacto, diminuindo a sua velocidade. Como o Kevlar® é extremamente resistente, isso impede que o revestimento do colete rasgue mesmo com a alta velocidade das balas.

6. Sua aplicação nos coletes à prova de balas é baseada em um “trabalho de equipe”

O revestimento de Kevlar® certamente é uma das partes mais importantes na hora de fabricar um colete à prova de balas. Porém, uma única camada do revestimento não seria capaz de dar grande proteção. Por isso, os coletes contam com várias camadas diferentes, usando até mesmo outros materiais para aumentar o nível de resistência da roupa.

7. Mudou o curso da Fórmula 1

Uma cinta de Kevlar® nos pneus da Fórmula 1 foi um pequeno detalhe que permitiu melhorar a aerodinâmica dos carros e fazer com que alguns pilotos se destacassem. Com o aumento da temperatura em razão das altas velocidades, a borracha dos pneus se expandia aumentando a distância do solo na medida em que os pilotos rodavam. Por essa razão, as equipes arrancavam com distâncias mais baixas, pois assim, quando as temperaturas subissem, o plano do carro já estaria mais alto garantindo maior aerodinâmica. Com uma cinta de Kevlar®, os pneus se tornavam mais resistentes e sem o risco de estourarem durante essa mudança de temperaturas.

8. É usado em cabos submarinos

Cabos de fibra ótica submarinos, utilizados por diversas empresas de telecomunicações incluindo a Google, são revestidos de Kevlar® para a proteção contra ataques de tubarões. Ainda não se explicou a atração dos tubarões pelos cabos, porém, o Kevlar® é o único material com resistência suficiente para os ataques.

9. Já foi para o espaço

Um dos usos mais curiosos do Kevlar® é nos trajes de astronautas. As roupas espaciais contam com diversas camadas do material e ajudam proteger o astronauta das temperaturas extremas e de condições especificas como o vácuo.

10. Duro na queda

Alguns smartphones, como é o caso do Moto Maxx da Motorola, utilizam o Kevlar® para revestir o aparelho, protegendo-o de eventuais quedas e permite melhor aderência ao segurar o aparelho.


Compartilhe